sábado, 23 de março de 2013


..
Novo caminho contra a supressão da medula óssea vermelha durante a quimioterapia e radioterapia


Foto: eBiotecnologia
Um dos maiores problemas enfrentados pelos pacientes com câncer é a supressão da medula óssea vermelha durante os tratamentos de quimioterapia e radioterapia. No processo de tentar combater as células tumorais, os pacientes recebem doses, muitas vezes elevadas, de quimioterápicos e/ou radiação que podem afetar outras células saudáveis do organismo.
A medula óssea vermelha é o local onde residem as Células Tronco Hematopoiéticas (CTHs) que são responsáveis por gerar as células necessárias para reconstituição do sangue e sistema imunológico. Um dos efeitos colaterais da quimioterapia e radioterapia é a supressão da medula óssea vermelha.
Winkler e colaboradores (2012) desenvolveram um novo método com vista a atenuar esse efeito colateral, em que se baseia na expressão de E-selectina, uma molécula de adesão celular que é expressa apenas por células endoteliais vasculares da medula óssea.
Os pesquisadores demostraram através de experimentos que a quiescência e a auto renovação das CTHs foi melhorada em camundongos nocautes para E-selectina (sele -/-), demonstrando que E-selectina é importante para a diferenciação das CTHs. Além disso, os cientistas comprovaram que o nocaute ou bloqueio de E-selectina aumenta a sobrevivência das CTHs cerca de três a seis vezes e acelera a recuperação de neutrófilos no sangue após os camundongos serem tratados com agentes quimioterápicos e radiação.
Dessa forma, foi demonstrada a importância dessa molécula de adesão na medula óssea vermelha que desempenha um papel crítico na diferenciação das células tronco hematopoiéticas em células sanguíneas bem como do sistema imune. Como a supressão da medula óssea é um efeito colateral grave da quimioterapia e/ou irradiação de dose elevada, o bloqueio transitório com um antagonista de E-selectina é, potencialmente, um tratamento promissor para a proteção das CTHs em pacientes com câncer.

Texto: Marcelo Silva Barcellos
Revisão: Relber Aguiar Gonçales
Sources: Ingrid G Winkler1, Valérie Barbier1, Bianca Nowlan2, Rebecca N Jacobsen2,3, Catherine E Forristal2, John T Patton4, John L Magnani4 & Jean-Pierre Lévesque2,3. Vascular niche E-selectin regulates hematopoietic stem cell dormancy, self renewal and chemoresistance. Nature Medicine. 2012;18: 1651-1657

Artigo postado no dia 21/03/2013, no site "eBiotecnologia-ciência e tecnologia juntas".
0 comentaram

0 comentários :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...